Posturas de Meditação

A pergunta aqui é: qual postura devo utilizar para praticar a meditação?  A resposta é muito mais simples do que você imagina: você pode meditar em qualquer postura que quiser. O mais importante é o que você faz com a sua mente, não o que você faz com os pés ou as pernas.

Como diria o o abade do Mosteiro Zen Morro da Vargem (ES), Daiju Bitti, não tem nada de misticismo aqui. A postura na qual você ficará serve para ajudar sua mente a alcançar o estado mais propício para a prática, apenas.
As dicas a seguir de postura são para que você se concentre melhor e consiga respirar mais “corretamente”, você pode e deve se adaptar para alcançar esses objetivos conforme vai entendendo os efeitos da postura em você e na sua meditação.

Você deve escolher uma postura que deixe você em estado alerta e relaxado ao mesmo tempo. Sim, esse paradoxo exige atenção – deitar é uma postura relaxante, mas pode ser relaxante demais, o que faria você deixar de ficar alerta. É importante manter essa dualidade para tirar maiores proveitos da postura.

A postura sentada é a mais comum por melhor se adequar a essa dualidade – alerta e relaxado.
Pontos a observar durante a meditação sentado:

  1. Costas retas para permitir que o diafragma se mova livremente.
  2. Ombros relaxados, voltados para baixo e para trás.
  3. Olhos fechados, fixos no espaço ou 45º para baixo, semi-fechados.
  4. Língua apoiada no céu da boca, para evitar salivação.
  5. Lábios ligeiramente abertos, com a mandíbula relaxada.
  • Estilo Birmanês
    • Sente-se em uma almofada em uma posição confortável e cruze uma das pernas na frente do corpo.
    • Cruze a outra perna na frente da primeira.
    • Os joelhos devem descansar no chão.
    • Os tornozelos devem ficar um na frente do outro, não em cima.
    • Suas mãos devem repousar, confortavelmente, sobre o apoio formado pelas pernas cruzadas.
    • Se você se sentar por mais de 30 minutos nessa posição, é aconselhável que alterne a perna que vai à frente.
  • Meio Lótus
    • Chega-se a essa posição colocando o pé esquerdo na coxa direta e prendendo a perna direita embaixo da coxa esquerda.
  • Lótus completo
    • Essa é a posição mais estável. Deve-se colocar cada pé na coxa oposta para alcançar essa posição. Isso pode causar um pouco de dor no começo, mas continue tentando, a prática leva ao desenvolvimento. Se ainda estiver doendo muito após algumas semanas de prática, procure um médico. No entanto, a pose não é recomendada se você tiver dores crônicas no joelho.

postura meditação

  •  Ajoelhado
    • Você deve ter percebido que várias práticas religiosas usam a posição ajoelhada para cerimônias, reflexões e orações. Pois então, ela também mostra uma ótima posição para meditar!
    • Ajoelhe-se com seus quadris repousando sobre seus tornozelos, podendo utilizar bancos, almofadas ou outros apoios para facilitar, caso a extensão esteja machucando a ponto de atrapalhar.

Observação: Em todas as posições acima é importante que você não levante de uma vez. Observe como está a mobilidade das suas pernas, pois muitas vezes elas ficam dormente, e caso você se levante de uma vez pode se machucar ou cair.

  • Cadeira
    • Ao se sentar em uma cadeira é essencial que você mantenha a coluna reta, os ombros relaxados (para baixo e para trás) e o quadril levemente jogado para trás, criando uma curva entre seus ombros e quadril.
    • As plantas dos pés devem ficar em contato com o chão completamente e os joelhos retos.
  •  Deitado
    • Nesta postura existe um problema que é a tendência para dormir. Para evitar que isso ocorra, siga os conselhos abaixo:
    • Coloque os pés no colchão e os joelhos para cima, sem que eles se toquem.  Se você dormir, os joelhos vão esbarrar um no outro ou vão cair, e você poderá acordar.
    • Outra opção é manter um de seus antebraços perpendiculares ao chão, erguidos.  Se você cochilar, ele vai cair.
    • Outra opção é colocar as mãos com os polegares tocando um no outro.  Quando você começar a perder a consciência e dormir, o polegar irá se separar e vai acordá-lo para trazer você de volta à meditação.
    • Você pode também usar essa posição para dormir mais facilmente (SIM!). Para isso, basta praticar alguma meditação de relaxamento, numa posição deitada e confortável sem gatilhos para você acordar caso comece a cochilar.
  • Em pé
    • Seus pés separados na largura dos ombros.
    • Seus calcanhares devem estar mais próximos que os seus dedões do pé.
    • Deixe os joelhos ligeiramente relaxados, sem travá-los completamente estendidos.
    • Coloque suas mãos sobre a sua barriga, direita sobre a esquerda.
    • Mantenha as plantas dos pés completamente nos chãos.
  • Em movimento
    • Tai-chi-chuan, Yoga e Kinhin são algumas das práticas que podem proporcionar uma meditação em movimento, vale a pena pesquisar, mas, para a maioria das pessoas, começar com as práticas imóveis é o meio mais prático para o aprendizado.

Esse artigo ajudou você?  Esclareceu suas dúvidas?  Deixe seu comentário abaixo.
Muita luz no seu caminho!

Algumas referências para te ajudar:

  • www.insightmeditationcenter.org
  • http://global.sotozen-net.or.jp/por/practice/zazen/howto/